fbpx
De que forma os sistemas de informação passam ser cruciais para campanhas de vacinação contra a COVID-19
De que forma os sistemas de informação passam ser cruciais para campanhas de vacinação contra a COVID-19
COVID-19

De que forma os sistemas de informação passam ser cruciais para campanhas de vacinação contra a COVID-19

POR Muralis

Com a iminência da disponibilização de vacinas para a COVID-19, teremos a mais abrangente e complexa campanha de vacinação já vista no mundo. Desta maneira, governos e instituições de saúde passam a ter um desafio de planejar com segurança todos os aspectos que uma operação dessa magnitude requer.

Dentre as diversas ações necessárias, o planejamento logístico é um dos principais aspectos a serem considerados para uma campanha de vacinação eficiente. Neste contexto, os Sistemas de Informação (SI), desenvolvidos com tecnologias tais como georreferenciamento, aplicativos móveis, dashboards, relatórios e inteligência artificial, podem ser cruciais para o sucesso efetivo da campanha de vacinação. Pois com os SIs é possível definir o processo de distribuição de vacinas, identificar falhas, apresentar alternativas, entender como está ocorrendo a campanha e até identificar efeitos adversos nas populações.

Logo, é imprescindível que as instituições de saúde e governos consigam:

  • Identificar locais de armazenamento e distribuição da vacina, pois as que estão em fase mais avançada para uso demandam armazenamento a frio, sendo que a vacina da Pfizer e BioNTech, que começou ser ministrada hoje no Reino Unido, demanda um armazenamento a -70 graus Celsius. Ainda se faz necessário mapear características como vias de acesso para veículos que irão transportar as vacinas, acessibilidade para populações vulneráveis, distância até às instalações de produção da vacina, tráfego e capacidade de armazenamento, serão determinantes para um planejamento adequado para armazenamento e distribuição da vacina.
  • Identificar grupos de risco, uma vez que se sabe que não são todas as pessoas que poderão ser vacinadas e não haverá doses suficientes da vacina disponíveis. Assim, a definição dos grupos de risco como, profissionais de saúde, profissionais de atividades essenciais, pessoas com idade igual ou superior a 65 anos e sejam os primeiros a serem imunizados.
  • Observar falhas no acesso e distribuição das vacinas de forma rápida, assim depois do mapeamento e identificação dos possíveis locais de distribuição e armazenamento, e a concentração da população que faz parte do grupo de risco, será possível identificar “gargalos” na distribuição da vacina a grupos prioritários e possibilitar tomadas de decisão para uma rápida resolução do problema.
  • Desenvolver um sistema de controle de vacinas passa ser essencial, já que as vacinas que estão em fase mais avançada de desenvolvimento e apresentam resultados mais significativos demandam que duas doses sejam ministradas para um resultado efetivo. Desta maneira, será necessário um controle rígido para identificar as pessoas que não receberam ou que tiveram ministradas uma ou duas doses. Este sistema também deverá controlar a dose de qual vacina uma pessoa tomou, uma vez que governos poderão trabalhar com diferentes vacinas, tornando-se importante monitorar o momento em que uma dose foi ministrada e quando a próxima dose deverá ser recebida. A capacidade de fornecimento deverá ser conhecida e a mesma deverá ser informada por região. Indicadores sobre a quantidade de pessoas já vacinadas, efeitos colaterais, além de ocorrências no fornecimento, são essenciais para uma gestão eficiente da campanha.
  • Acesso e compartilhamento de informações por diferentes governos, institutos de saúde e população precisam ter acesso às informações. Desta maneira, sistemas de informação que sejam acessíveis em diferentes plataformas passam a ser fundamentais.

Estes aspectos precisam ser considerados no planejamento das campanhas de vacinação, agora em dezembro na Europa (Reino Unido e Rússia) e possivelmente em janeiro no Brasil. Considerando o impacto mundial da pandemia da COVID-19 é esperado que transparência e responsabilidade sejam os principais fatores de atenção.

Muralis Tecnologia

POR Muralis, 08 de de 2020 - 17h15

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também

Uso de drones aliado à tecnologia oferece perspectiva de crescimento para o Agronegócio
Sem categoria 13 de Julho de 2021

Uso de drones aliado à tecnologia oferece perspectiva de crescimento para o Agronegócio

O uso da tecnologia no agronegócio tem se expandido a cada ano. Por ser um segmento que tem como cultura realizar os procedimentos de forma manual, a conexão tecnológica de ponta a ponta oferece a oportunidade de automatizar inúmeras funções […]

Gestão acadêmica: transformando processos burocráticos em operações simples
Arquitetura de Sistemas 02 de Junho de 2021

Gestão acadêmica: transformando processos burocráticos em operações simples

O setor da educação é um dos que mais sofre com pandemia. A mudança brusca do ensino presencial para o online, sem preparo prévio de professores e alunos, é um dos grandes desafios enfrentados, que se tornou menos difícil a […]

Arquitetura de sistemas como estratégia técnica e de negócios para crescer
Arquitetura de Sistemas 23 de Abril de 2021

Arquitetura de sistemas como estratégia técnica e de negócios para crescer

Empresas que têm como base a tecnologia precisam estar atualizadas para se manter competitivas no mercado e expandir seus negócios. A pandemia fez com que o volume de usuários aumentasse de forma abrupta nos canais de atendimento e produtos digitais. […]